terça-feira, 20 de outubro de 2015

Confira o vídeo da parceira Julia Martins

Lembra da youtuber de quem falei no post anterior, a Julia Martins? Pois é, hoje vou mostrar aqui o vídeo que ela postou hoje falando da nossa parceria. 

Confira:



Inscreva-se no canal da Julia aqui.

=)



quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Com a youtuber Julia Martins - fazer boas parcerias é o caminho

Desde que me iniciei no Periscope, coisas bacanas foram acontecendo em minha caminhada na arte. E uma delas é que agora tenho uma nova parceria com a querida youtuber Julia Martins. Eu assistia a algumas lives sobre marketing e, a partir do perfil Marketing Digital Pro, de seu esposo Cleber, com muitas dicas sobre o assunto, é que fiquei conhecendo-a.




Vou falar sobre ela: Julia Martins é de Campinas, SP. É uma linda moça que começou a fazer vídeos no Youtube sobre algo que ela conhecia muito bem: a transição para cabelos cacheados. Dessa forma, ela conseguiu ajudar muitas mulheres a assumirem seus cachinhos e levantar a auto-estima. E em pouquíssimo tempo no ar, o canal "Cabelos Cacheados" teve um considerável crescimento. Está tendo muito sucesso! Clique aqui para conhecer seu canal do Youtube e veja sua entrevista no site UOL nesse link aqui.

Muita gente já sabe que eu, há alguns anos atrás, fiz uma série que homenageava a beleza afro, tão forte em nosso miscigenado país. E minhas mulatinhas ficaram muito conhecidas.


Ternurinha



Daí propus sermos parceiras com relação à arte sobre as mulatas, que é parte importante do meu sucesso. Julia será parceira exclusiva representando minha arte afro. Minha obra Ternurinha participará do cenário dos vídeos dela, além de outros objetos artísticos assinados por mim. 

Gostou da novidade? Como eu disse no post anterior, boas parcerias fortalecem e levam a bons negócios. 

Que tenhamos uma parceria saudável e feliz!  Vamos que vamos!



quinta-feira, 1 de outubro de 2015

10 dicas para alavancar a carreira - conselhos para artistas e artesãos

Há mais ou menos um mês atrás, eu fiz uma live no Periscope (transmissão ao vivo) com dez dicas para artistas e artesãos. Para falar a verdade, nunca dei conselhos sobre como divulgar o trabalho assim. Já dei informalmente alguns toques para colegas de profissão sobre como ser mais visto, ou como fazer seu marketing, etc. Um conselho aqui, outro ali.

Enfim, resolvi, naquele dia, fazer um vídeo ao vivo contando algumas experiências em questão do número de pedidos de ajuda pela Internet vindo de artistas (isso nunca havia acontecido antes). Essa "chuva de pedidos" aconteceu depois de ter concedido uma entrevista à Ana Tex (assista aqui). Só que as lives do Periscope só ficam disponíveis 24 horas. Eu não queria publicar o vídeo por causa do formato. Por isso, vou contar aqui no blog as dicas que citei naquele dia, pois sei que muita gente queria ter visto e não pôde. 

O que vou citar é só baseado no que eu já fiz e continuo fazendo para conseguir maior visibilidade e/ou para alavancar minha carreira artística. Tudo dentro de minha própria experiência, pois não sou consultora e nem coach. Sou puramente uma artista plástica que testa, experimenta, corre atrás, erra, acerta e busca sair sempre da minha própria zona de conforto.

Neste post, deixarei apenas dez - básicas, mas fundamentais - dicas, dentre vários outras formas que uso para conseguir meu "lugar ao sol". Espero que esses pequenos toques possam lhe dar uma luz, artista.


1 - Fotos bem feitas (ou vídeos)
Apresente sua arte de forma mais profissional em fotos ou vídeos de boa qualidade. Não estou dizendo pra fazer uma megaprodução e gastar rios de dinheiro com isso. Você pode aprender a tirar boas fotos, mesmo que não tenha uma câmera profissional. Se tiver, ótimo, mas se não tiver, use o celular mesmo, e daí? Já existem tantos celulares com ótimas câmeras! Não adianta ter uma supermáquina, se você não sabe como fazer. 

Um toque: tire fotos de suas artes em locais bem iluminados. Fotografe durante o dia. Evite o flash. O flash deixa tudo "chapado" e o produto fica sem profundidade na foto. Por isso que fotografar suas artes à noite não é legal, a não ser que tenha um estúdio adequado pra isso e várias luzes de foco para iluminar o produto em vários ângulos. O flash é mais para ser usado em eventos noturnos. Use um fundo neutro para as fotos (branco, de preferência). Na Internet você encontra muitos minicursos sobre fotografia de produtos, mas deixo aqui um link que explica como fazer em casa. Clique aqui pra ver.

Eu procuro sempre usar a luz do dia para minhas fotos. Coloco o objeto na varanda ou em algum local externo. Quando vou fotografar dentro do ateliê, abro bem as janelas e deixo a luz entrar bastante. Não acho legal usar marca d'água na foto, pois acaba ficando poluída. As pessoas não se interessam em apreciar uma arte em foto com marca d'água. Pode até prejudicar a venda.


Fotografadas dentro do ateliê com boa iluminação das janelas
O melhor é não usar flash para telas e nenhum outro objeto
Fundo branco para fotografar objetos


2 -  Tenha um bom site
É importantíssimo que um artista tenha um site. Que seja um site bem atualizado com as informações necessárias, sua bio, seus contatos, ícones das redes sociais, sua galeria, etc. E também é importante que ele tenha um domínio, pois ficará bem profissional. Se quiser ver como é o meu, clique www.izabelpariz.com. É só um exemplo.


3 - Use redes sociais
São as redes, hoje, que movimentam 90% do meu trabalho. Se você não estiver na rede, meu amigo, não sei em que planeta você está. Seu trabalho correrá o risco de não ser visto. É lá que você cria relacionamento com seu público, é lá que você gera credibilidade. É lá que você poderá colocar conteúdo sempre e ser lembrado constantemente. Eu acho que para artistas, o Instagram é o que mais traz engajamento. Para mim trouxe muito mais resultados que no Facebook. Mas use as duas redes. De todas as formas, acho que são ótimas. É bom criar interação entre elas. Vídeos no Youtube também é algo interessante, apesar de que tenho poucos vídeos lá (eu sei, preciso providenciar mais). Mas recomendo. O Periscope também está crescendo consideravelmente, vale a pena ter uma conta lá. Essas redes são as que mais indico.

Quanto ao uso (Instagram e Facebook), aconselho a postar todos os dias, pelo menos uma vez. Não adianta "dar as caras" em sua rede uma vez ao mês. E também não exagere, pois pode gerar "dislikes": muita gente pode deixar de seguir sua conta por causa disso. Por isso, publique até, no máximo, três ou quatro posts por dia. Não acho bom ultrapassar. 


4 - Responda seus clientes
Seja gentil e receptivo sempre com seus clientes. Seja empático e agradável, mas nada de bajulação - as pessoas percebem. Seja natural. Às vezes eu os chamo de "amigos clientes", pois é o que representam para mim. Procuro ter sempre um bom relacionamento. 

Saiba entender as necessidades e ser atencioso. Artista que não dá atenção, perde pontos. As pessoas enviam perguntas nas redes ou em mensagens privadas e eu procuro responder a todas. Isso gera confiança também. Assim você ganhará bons feedbacks e, com autorização do cliente, poderá publicá-los em seu site, criando autoridade e reputação.


5 - Ofereça conteúdo
Se você pensa que só postar fotos ou vídeos vendendo produtos (Compre já!) vai trazer sucesso, você está muito enganado. Conhece o chamado marketing de conteúdo? Se não conhece, está desatualizado. Para vender sua arte ou qualquer outra coisa, ofereça algo de valor gratuitamente. Isso mesmo! As pessoas não gostam de saber que você está tentando vender algo para elas - isso é psicológico, vai por mim.

Coloque dicas sobre aquela arte que você quer vender, vídeos tutoriais, links interessantes sobre arte, soluções para algum problema do cliente, fotos belas e inspiradoras... há tanto assunto de valor bacana que você pode colocar para o cliente sem parecer venda direta! Você pode até enumerar dessa forma: a cada quatro posts de conteúdo de valor, coloque um de venda - mais ou menos assim, ou quem sabe mais espaço ainda entre eles...


6 - Participe de exposições
Para o artista plástico: vale muito participar de salões, prêmios, mostras coletivas, individuais, etc. É muito bom para o seu currículo. E se conseguir premiações ou menções, melhor ainda! Isso vai qualificá-lo ainda mais.
Procure bons curadores. Há exposições gratuitas e pagas. Participe sempre, é importante também para o seu trabalho ser visto.
Para artesãos: há também exposições de artesanato. O que é mais usado é a feira artesanal ou feira craft. Há várias feiras assim pelo Brasil afora, das mais simples às mais sofisticadas. Procure informações de como participar, faça uma boa busca.


7 - Publique seu trabalho 
Não há como dizer que é difícil, porque não é. Se você procurar a imprensa de sua região, por exemplo, vai encontrar. E, melhor: gratuita. É só enviar seu release por e-mail para os redatores de jornais, revistas e outros meios. Até TV. Muitos publicam notas e notícias gratuitamente. 

Você vai promover um evento com sua arte? Mande release. Vai expor em alguma cidade? Mande release. Vai expor fora do país? Mande release. Tem qualquer outra notícia sobre sua arte? Mande logo um release. Deixe as pessoas saberem sobre seu trabalho.


8 - Faça parcerias
É interessante fazer parcerias, mas precisa ser bom para você e também para o parceiro. É uma forma estratégica de divulgação.

Mas fuja de "parcerias-cilada", porque os benefícios não podem ser só para um. Existe um comprometimento e o fortalecimento precisa vir para ambos. Posso até indicar um bom vídeo falando sobre como ter cuidado com a parceria-cilada. É da Espaçonave, por Rafa Cappai. Assista aqui.


9 - Invista 
É preciso investir em sua carreira. Não espere nada cair do céu. E quando eu digo investimento, digo mais abertamente que é aplicar o "dindim" mesmo, pra poder ter algum retorno depois. 

Invista em publicidade. Quem sabe se algum dia, algum repórter de uma revista bacana e renomada vai lhe propor publicação gratuita, como já aconteceu comigo? Mas vai ficar de braços cruzados esperando? De vez em quando vai precisar mostrar seu trabalho em algum lugar e pagar por isso.

Invista em cursos. Você pode até ser um artista autodidata supertalentoso com um dom natural maravilhoso... mas quando falo em cursos, não falo só em aprender. Falo sobre se atualizar, abrir a mente, buscar novos horizontes, fazer até, quem sabe, um Networking com o pessoal desse meio. Tudo isso lhe faz crescer mais e mais.

Esses são dois exemplos, dentre muitos outros tipos de investimentos que você pode fazer para aprimorar seu trabalho. Invista sempre pra gerar retorno.


10 - Tenha metas para ter sucesso
Parece frase-clichê. Mas não é. Eu pratico isso. Eu anoto minhas metas, faço minha listinha de coisas que desejo alcançar em minha carreira. Vou riscando as conquistadas.

É a lei da atração. Quando você tem objetivos, tem força de vontade, não tem preguiça e tem determinação de sobra, você alcança as metas em momentos que você jamais esperaria. Por que? Porque acreditando e persistindo, elas acontecem. Ser positivo e confiante atrai coisas boas. 

É claro que não é pra sentar-se em seu confortável sofá e esperar a sorte vir para que suas metas sejam alcançadas! Você tem que agir. Acreditar em si mesmo e em seu trabalho. Quando somos batalhadores, confiantes e positivos, as coisas fluem. 

Nada de ser negativo! Existem pessoas que só sabem ver tudo como impossível, difícil, árduo. Eu mesma tenho colegas da minha área que colocam dificuldade em tudo. "Ah, eu não tenho tempo!" - continue repetindo frases como essa e não vai ter tempo mesmo. Não tem tempo? Organize-se. Aja! Todo mundo está mesmo sem tempo hoje em dia. Mas eu só penso uma coisa: "Quem quer, faz. Quem não quer, arranja uma desculpa."



Uma última frase que pode concluir esse post:
"Quem não é visto, não é lembrado."

Sucesso, artista!